-Lição 02-

‘Conhecendo Deus’

Texto Bíblico:

‘Chegai-vos a Deus e ele se chegará a vós’ – (Tiago 4.8a)

INTRODUÇÃO

Conforme o que está escrito em Efésios 2.12, no tempo em que você não havia recebido ao Senhor Jesus como seu único e suficiente salvador, vivia sem Deus no mundo. Por isso, todo o novo crente deve, imediatamente, após aceitar a Cristo, começar a conhecer o seu Senhor. É sempre nesta ordem: primeiro, vem o ato de fé, depois, a busca do conhecimento de Deus. Do ponto de vista humano, você teria de conhecê-lo bem antes, para depois crer nele. Mas, no caso do cristão, é diferente; ele nasce e vive espiritualmente pela fé em Deus. Os seus conhecimentos deverão se submeter à fé. Nunca o contrário.

O Senhor deseja que você agora entregue a ele todas as áreas de sua vida e confie plenamente nele. Isso só é possível, se conhecê-lo bem. Então, tenha o desejo de obter o conhecimento divino.

Para entender o mundo em que vive, Ter censo de direção, edificar-se interiormente e saber qual é a sua missão nesta vida, você tem de conhecer Deus. Talvez você tenha várias idéias a respeito do Senhor, mas elas devem corresponder àquilo que é dito sobre o criador. E mais, a compreensão que o crente pode Ter sobre quem é o Todo-Poderoso, é conseqüência da revelação que o Onipotente deu de si mesmo. Você já estudou, na lição anterior, que a revelação de Deus se deu através da Bíblia. Uma manifestação com linguagem compreensível a todas as pessoas. Mas jamais alguém teve a compreensão total do Onipotente, pois o que se pode conhecer de Deus está além da capacidade humana.

Esta lição se propõe a lhe ajudar nesta aprendizagem, a qual deve durar por toda a vida.

I. CONHECENDO DEUS ATRAVÉS DE SUAS QUALIDADES

Deus tem muitas qualidades, através das quais Ele se identifica com os homens, e, ao mesmo tempo, torna-se diferente de todos os seres espirituais.

Você descobre quais são as qualidades de Deus, ao conhecer os seus nomes.

Deus mesmo se revela, faz-se conhecer, ao proclamar o seu nome (leia Êxodo 6.2 e 3). O Senhor queria ser reconhecido pelo povo de Israel, através de seus feitos.

Por que conhecer o Senhor pelo nome? No caso de Deus, é muito mais do o conjunto de letras do português ou de qualquer outro idioma. É o nome que revela aos homens as qualidades do Criador. Além disso, é uma maneira de se responder quem é o Todo-Poderoso.

- O seu nome deve ser invocado na adoração (leia Gênesis 12.8);

- O seu nome deve ser temido (leia Deuteronômio 28.58);

- O seu nome deve ser louvado (leia 2 Samuel 22.50);

- O seu nome deve ser glorificado (leia Salmo 86.9);

- O seu nome não pode ser tomado em vão (leia Êxodo 20.7);

- O seu nome não pode ser profanado, nem blasfemado (leia Levítico 18.21; 24.16);

- O seu nome deve ser santificado e bendito (leia Mateus 6.9);

Na Bíblia, os nomes de Deus mais comuns são:

- Deus: - Quando você o encontra no texto Bíblico, ele fala do seu poder criativo e total.

- Senhor ou Jeová: - É Deus relacionado com as pessoas, para ajudá-las e salvá-las.

O vocábulo Deus, com outras combinações, como ‘altíssimo’, ‘suficiente’, ‘eterno’, e ‘conosco’, revela as qualidades do Senhor e mostra a sua maneira de agir entre as pessoas.

Senhor: - no sentido de governador e dominador, é aquele que exige o serviço e a lealdade do seu povo.

Pai: - Mostra que todas as coisas e o ser humano foram criados por ele e estão debaixo de proteção.

II. CONHECENDO DEUS ATRAVÉS DOS ASPECTOS DE SEU CARÁTER

Você também conhece Deus, ao estudar o que Ele é em si próprio, e em relação ao universo e aos seres por Ele criados. Tudo isso é chamado de atributos divinos, ou seja, aspectos do seu caráter.

Existem os aspectos que só Deus possui e nada há que os lembre nos homens ou nos outros seres por Ele criados. O primeiro deles é a soberania. Significa que Deus é chefe, maioral ou supremo. No universo em que está a terra, só há um dirigente: o Todo-Poderoso. Para você, isto é encorajador, porque tem a segurança de que nada há fora do controle do Senhor, e os seus planos são, de fato, realizados. Leia o Salmo 103.16. O segundo aspecto é a eternidade. Nunca houve um tempo em que Deus não existisse. Ele não tem princípio e jamais terá fim. Não se limita ao tempo. Porque é eterno, vê o passado e o futuro de modo tão claro como contempla o presente. Nesta perspectiva, Ele sabe o que é melhor para a vida do crente. Você pode confiar nele. Leia Isaías 44.6.

A Onisciência é o terceiro aspecto divino. Deus possui todo o conhecimento que existe. Nada o pega de surpresa. A onisciência do Senhor permite que ele tenha conhecimento de tudo antes e depois da salvação de cada ser humano. Ele perdoa os pecados do homem e o aceita em sua família. Leia Hebreus 4.13.

O quarto aspecto divino é a onipresença. Significa que Deus é infinito e está presente em todo o tempo e espaço. Ninguém pode se esconder de sua face. Mas a presença do Senhor deve ser experimentada em todo o tempo para se receber as suas bênçãos de uma maneira bem real. Leia Jeremias 23.24. Deus tem mais do que poder necessário para realizar todas as coisas. Isto quer dizer que Ele é onipotente, o seu quinto aspecto divino. O crente tem certeza de sua salvação, porque o Senhor é Todo-Poderoso. Esta força se manifesta no evangelho de Cristo, para a salvação dos homens. Veja o que diz a Bíblia em Romanos 1.16: ‘Porque não me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê’.

Deus mostra a sua onipotência, através do seu poder de criar: ‘No princípio criou Deus os céus e a terra’ (Gênesis 1.1).

O Criador preserva todas as coisas, cuida e manifesta a sua providencia para o crente, pela sua onipotência. Leia Hebreus 1.3 e Filipenses 3.20 e 21.

O sexto aspecto divino diz que Ele é imutável. Jamais muda em sua natureza e aspectos. Será sempre bom, justo e verdadeiro. Você pode crer nas suas promessas, porque Ele cumpre todas. Nele, podemos confiar: ‘Deus não é homem, para que minta; nem filho do homem, para que se arrependa: porventura diria ele, e não o faria? Ou falaria, e não o confirmaria?’ (Números 23.19).

APRENDENDO A CAMINHAR NA LUZ

Lição 01

‘Conhecendo a Bíblia’

Texto Bíblico:

‘Lâmpada para os meus pés é a tua palavra e luz para o meu caminho’ – (Salmo 119.105)

INTRODUÇÃO

Você já deve Ter em suas mãos a Bíblia Sagrada. Não é um escrito qualquer, pois é o livro dos livros. [É diferente porque só nele você encontra tudo o que Deus fez para dar a salvação e a vida eterna às pessoas. Através dele, você sabe qual é a vontade de Jesus para a sua vida, agora que tomou a decisão de não somente tê-lo como Salvador, mas também como seu Senhor. Por isso, a Bíblia é chamada de a Palavra de Deus.

I. A BÍBLIA EM SUAS MÃOS

Dê uma olhada rápida neste livro que está em suas mãos. Provavelmente veio à sua mente a pergunta: o que é a Bíblia? Para você descobris a resposta, primeiro, tem de entender que este vocábulo quer dizer ‘livros’. Isto é, vários livros juntos em um só. Há uma página em sua Bíblia, logo nas primeiras folhas, onde estão escritos os nomes de todos os livros que a formam. Procure-a e dê uma lida neles. Não se preocupe, se alguns deles forem estranhos e difíceis para se ler pela primeira vez.

Bem cedo, em sua vida cristã, você concluirá que não se pode ser crente sem a Palavra de Deus. Por isso, os autênticos cristãos carregam, lêem e estudam a Bíblia.

A Bíblia é a Palavra de Deus, porque, através dela, o Senhor se dá a conhecer aos homens. Isto se chama revelação divina.

Deus fala conosco através da Bíblia. Lendo-a, você começa a conhecer o Senhor, a entendê-lo e a obedecer às orientações dele para a sua vida particular e participação na igreja da qual você faz parte.

A revelação de Deus, a qual se encontra na Bíblia, foi escrita por cerca de 40 pessoas, em dois idiomas, o hebraico e o grego, bem diferentes do português.

Isto aconteceu há muitos anos. Uns eram profetas, outros reis, sacerdotes, pescadores, criadores de gado e até cobrador de impostos. Deus escolheu estas pessoas e as usou, apesar de suas imperfeições e seus diferentes conhecimentos da vida humana. Este é o lado maravilhoso da Bíblia. Apesar dos livros serem escritos por pessoas diferentes, em épocas bem distantes, e depois unidos num livro só, a Bíblia é completa e perfeita em unidade e harmonia.

Deus inspirou estas pessoas para escreverem a Bíblia, capacitando-as a receber e a transmitir o ensino sem mistura nem erro. A inspiração divina é também a garantia de que as pessoas escolhidas escreveram apenas o que Deus queria, sem os sinais das fraquezas e dos erros, próprios da natureza humana. Leia a seguir o que disse Paulo, um dos escritores da Bíblia. Ele falou: ‘Toda a Escritura é divinamente inspirada...’ (2 Timóteo 3.16a).

II. COMO USAR A BÍBLIA NA IGREJA

A primeira parte da Bíblia, a qual começa com o livro de Gênesis e termina com o de Malaquias, chama-se Antigo Testamento ou simplesmente AT. São ao todo 39 livros.

Depois de Malaquias, o último livro do AT, inicia-se o Novo Testamento, conhecido pelas letras iniciais NT e tem 27 livros.

Você aprendeu que as duas divisões da Bíblia são o Antigo e o Novo Testamento. Juntos somam 66 livros. Um detalhe interessante no entanto, é saber que os 66 livros não estão arrumados pela ordem de data em que foram escritos. A preocupação de Deus não foi contar uma história, mas, sim, revelar o seu plano para salvar todos os homens.

Para que o leitor encontre facilmente um texto, cada livro é dividido em capítulos e versículos. O número em tamanho grande, no lado esquerdo das palavras impressas, indica o capítulo, e o menor, o versículo. Encontre em sua Bíblia João 3.16. O número 3 é o capítulo e o 16 é o versículo.

Antes do início de cada capítulo, ou de alguns grupos de versículos, você encontra o título do assunto. É bom você saber que os escritores da Bíblia não escreveram seus livros, separando os assuntos por títulos, capítulos, versículos, e nem usavam a pontuação, como o ponto e a virgula. Todos estes recursos foram adotados muitos anos depois, para facilitar a leitura e o estudo da Bíblia.

As Bíblias que estão nas mãos dos crentes, para leitura e estudo, são escritas em diversas versões. As versões são resultantes de atualizações de uma tradução. A tradução significa passar tudo o que foi escrito em um idioma para outro; no caso da Bíblia, passou-se tudo o que estava escrito em hebraico e grego para o português. A tradução principal, usada no Brasil, é a de João Ferreira de Almeida. Desta tradução, existem as versões que apresentam diferenças, não na mensagem, mas nas palavras.

III. COMO USAR A BÍBLIA NO DIA-A-DIA

Você não deve usar a Bíblia só quando vai aos cultos promovidos por sua igreja. Se limitar o uso dela somente a estes momentos, o seu crescimento espiritual acontecerá lentamente. O desejo de Deus é que você seja um adulto espiritual e não uma criança. Leia ! Coríntios 13.11; 14.20 e Efésios 4.15. É claro que você também deseja crescer espiritualmente, através da Bíblia. Para que isto aconteça, o primeiro passo a ser dado é ler a Bíblia. Concientize-se de que precisa ler a Bíblia. Todo o dia, você tem de comer algum alimento para não morrer de fome. Assim também precisa se alimentar da Palavra de Deus.

Manuseie a Bíblia todos os dias. Não basta lê-la uma vez ou outra, ou só aqueles textos soltos mais conhecidos. Além de ler diariamente, você deve tomar a decisão de estudar a Bíblia toda.

O segundo passo que você deve dar para crescer espiritualmente, é memorizar os textos bíblicos. Quando você faz isso, está guardando, escondendo e fazendo habitar em si a Palavra de Deus.

Outro passo que você deve dar é estudar a Palavra de Deus. Estudar é mais que ler cuidadosamente. Devem acompanhar você no estudo os seguintes materiais: Bíblia, Concordância Bíblica, Chave Bíblica, Dicionário Bíblico, Dicionário da Língua Portuguesa e um caderno. Logicamente, na falta deste material a Bíblia por si só é suficiente.

O último passo é Ter um momento de meditação na Palavra de Deus. Leia Salmo 1.1-3 e medite. È preciso que você se dedique à meditação diariamente. Selecione um momento específico, escolha um lugar especial a sós com Deus. É bom que tenha um plano de estudo que se constitua de passos bem simples.

Sempre antes de iniciar a leitura, faça uma oração ao Espírito Santo e peça-lhe que venha lhe ensinar todas as coisas, pois foi Ele mesmo quem inspirou os escritores da Bíblia, então, não há ninguém melhor do que Ele para te ensinar as Santas Palavras.

Francisco de Assis Barbosa, assis.barbosa@bol.com.br

Apoio: Rádio Evangelista

Pr. Rubeval Lourenço

Aplicativos


 Locutor Ao vivo


AutoDJ

Gospel Mix

Peça Sua Música

Nome:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

Anderson Freire

Raridade

02.

Bruna Karla

Advogado Fiel

03.

Aline Barros

Casa do pai

04.

Anderson Freire

Acalma o meu coração

05.

Aline Barros

Ressuscita-me

Anunciantes